domingo, 30 de abril de 2017

Sinônimo de Rede Globo




                                                   Sinônimo de Rede Globo


                         


Desafio dominical: dê um sinônimo para Rede Globo



Rede Globo apoiou golpes de Estado (1964, 2016).


Rede Globo imediatamente se opôs à criação do 13º salário.

Rede Globo afirmou que o Comício pelas Eleições Diretas, Já, em 1984, era uma "comemoração do aniversário da cidade" de São Paulo.

Rede Globo editou de maneira extremamente tendenciosa, a favor de Collor, o debate entre Collor e Lula, em 1989.

Rede Globo apoiou ativamente o golpe de 2016.

Rede Globo apoia enfaticamente a Terceirização, a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência.

Rede Globo quis passar aos incautos a impressão de que não houve Greve Geral em 28 de abril de 2017.

Desculpas da Rede Globo não são sinceras.

Desculpas não bastam, Rede Globo!



O golpe está no DNA da Globo. #GloboGolpista

A grande mídia patrocinou o golpe de 1964 e ganhou bilhões pelos serviços prestados




Saiba mais:

Metodologia da Rede Globo e sua "imparcialidade"

Reforma trabalhista dos patrões e de seus partidos políticos

Revista Alfafa: Fãs da Lava Jato e o Estado de Direita

Onde você estava em 1964? — Emir Sader

“Luta de classes não existe!”, afirma o Dr. Matusalém Toicinho

Dr. Matusalém Toicinho e Dr. Toicinho apoiam enfaticamente os "apartidários"

Dr. Toicinho comemora vitória do golpe de Estado

Farsa fascista e respostas democráticas

10 maneiras de escrever corrupção ao redor do mundo

Pedro Serrano - O que parece estar ocorrendo na América Latina é a substituição da farda pela toga

Vídeo da conversa de Temerlão I com o Cramulhão (Peça de Teatro: A Lente)

Enquanto isto, na Temerlândia… e As propostas do Instituto Malignum, da Temerlândia. Por Flavio Aguiar



Confira:





Confira também:


 

sábado, 29 de abril de 2017

Reforma trabalhista dos patrões e de seus partidos políticos



Reforma trabalhista dos patrões e de seus partidos políticos


Luta de classes: Tudo o que uma classe social faz para defender seus interesses.
 
Patrões e seus partidos políticos oferecem e recomendam fortemente aos/às trabalhadores/as o acordo da corda com o pescoço.



PSDB, PMDB, DEM, PTB, PSB, PPS, PSC, PV, PP, PR. PRB, PTN, PEN, PRP, SD e outros desgarrados convidam os trabalhadores a entrarem na forca moderna, justa no pescoço e eficiente, pois precariza/elimina direitos históricos instantaneamente.

Certificado de garantia emitido pela FIESP, Rede Globo, Veja, Estadão, Folha, Band, SBT, Sindicatos Patronais, Pelegos, Traíras, Fascistas e Trogloditas em geral.



Patrões detonam:


Férias
13º salário
Jornada de até 8h diárias
Descanso Semanal Remunerado
Legislado sobre o negociado
Proteção da gestante
Leis protetivas ao/à trabalhador/a
Aposentadoria
Conquistas históricas d@s trabalhadores



Patrões oferecem aos/às trabalhadores/as:



Férias picotadas

Jornada de 12h diárias e 240h mensais

Negociado prevalece sobre a legislação

Fim da obrigatoriedade da contribuição sindical

Trabalho intermitente e home office

Trabalho avulso

Dificultar ações trabalhistas e enfraquecer Justiça do Trabalho

A rescisão do contrato de trabalho também poderá ser feita sem a participação dos sindicatos

Terceirização

Precarização

Conquistas históricas d@s trabalhadores/as no lixo




Greve geral de 28 de abril de 2017

Foi uma das ações para barrar o ataque frontal e truculento do Capital aos direitos históricos da Classe Trabalhadora.

Greve geral de 28 de abril de 2017

Forte para demonstrar aos golpistas que a tentativa de destruição dos direitos trabalhistas e sociais encontrará resistências cada vez maiores de trabalhadores/as, desempregados/as, estudantes e tod@s que defendem a vida com dignidade.


Saiba mais:
 

Revista Alfafa: Fãs da Lava Jato e o Estado de Direita

10 maneiras de escrever corrupção ao redor do mundo










Confira:












Confira também: