sexta-feira, 29 de abril de 2011

Banco Central é a mãe de rentistas





Banco Central é a mãe de rentistas


Atenção para quem não precisa





Alta da taxa de juros - Selic aumenta 0,25% e chega a 12%.

Os impostos são esterilizados pela política do Banco Central de dar atenção para quem não precisa.

O esforço, o suor e o desgaste diário da população é transferido em forma de festas, requintes e luxos nababescos intermináveis para rentistas.

Estes têm no Banco Central a mãe que todos pedem. Aliás não se comemora o dia dessa mãe, mas apenas o de seus filhos endinheirados. Todos os dias.

Os rentistas (cerca de 20.000 famílias detentoras de títulos públicos) recebem R$ 195 bilhões por ano com os juros estratosféricos produzidos pela ortodoxia do Banco Central.

O orçamento do Ministério da Saúde é estimado em R$ 77 bilhões para 2011.

O orçamento do Ministério da Educação é estimado em R$ 69 bilhões para 2011.

O orçamento do Programa Bolsa Família, após o recente reajuste, é estimado em R$ 14 bilhões para 2011.

São R$ 160 bilhões para a grande maioria da população (9.500 vezes maior do que o número de rentistas).

São R$ 195 bilhões para uma ínfima minoria (9.500 vezes menor do que o número da população).

Há algo de completamente estranho nos cálculos do Banco Central para debelar a inflação.

Dá um presente adicional de 0,25% (R$ 4,5 bilhões) aos especuladores.

E encarece o custo do dinheiro para os trabalhadores.

O governo fornece uns caraminguás para programas sociais, educação, saúde etc.



2,83 vezes o orçamento do Ministério da Educação para rentistas. Todo ano. Sorte?


2,54 vezes o orçamento do Ministério da Saúde para rentistas. Todo ano. Sorte? Outra vez?



Vamos refazer as contas. Elas só batem para os parasitas que exploram o suor de brasileiros e brasileiras.


Um comentário:

  1. Adorei o Derrotox.45

    Mas nem deu tempo preu rir, porque em seguida
    pego aqui a mãe dos luxuosos rentistas.

    Náo vou nem falar nada.
    Espero que Dilma dê um basta nessas palhaçadas
    sem graça.

    ResponderExcluir