segunda-feira, 12 de março de 2012

Google Maps pode ajudar no combate à corrupção?



Google Maps pode ajudar no combate à corrupção?


Paraísos fiscais:
Operações em cash, via cabo e outras modalidades


As Ilhas Virgens Britânicas são um paraíso da natureza.

Para os lavadores de dinheiro isso é apenas um plus.

É que para lá podem enviar recursos não-contabilizados, dinheiro sem certidões, desvios e distintos nomes para roubos, descaminhos e outros artigos do Código Penal.

Um chamariz para quem necessita do anonimato?

As contas secretas aguardam os depósitos dos piratas arquimilionários à custa do erário público dos respectivos países.

Não dar explicações sobre origens da gaita em paraísos fiscais é reconfortante para os criminosos.

Evadir divisas e aparecer nos telejornais piguianos com o timbre de pessoa séria e honrada.

Prestar serviços à banca e aos amigos têm compensações graúdas para vendilhões da pátria, praticantes compulsivos da privatização selvagem.

Enriquecimento instantâneo e a imagem plastificada de probidade para a quadrilha entreguista.

Mas eis que o livro A Privataria Tucana desvenda inúmeros segredos “impossíveis” de serem revelados.

Elementar, meu caro Watson.

Não existe crime perfeito.

O Congresso brasileiro instalará a CPI da Privataria?

E agora, meu caro Parlamentar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário