sexta-feira, 23 de março de 2012

Serra e PIG querem apagar e ou manipular nossas lembranças


Serra e PIG querem apagar e/ou manipular nossas lembranças



A desconstrução diária da memória


O PIG quer apagar o passado.


Os golpes perpetrados, as traições aos interesses nacionais etc. são inconvenientes para serem mostrados às novas gerações.


E, ao mesmo tempo, os promotores, financiadores e sustentáculos da ditadura fabricam uma ficção da realidade pretérita.


Neste roteiro de manipulação, os donos de jornais piguianos se autointitulam os “paladinos da democracia”.



José Serra, representante de cepas variadas de reacionários, despreza papeis que assina se comprometendo com o que não lhe interessa.


“É um papelzinho”, diz ele, referindo-se a mais uma promessa descumprida.


Descarta a assinatura, a palavra empenhada e continua a engabelar apenas aqueles dispostos a compor sua claque.


Como as figuras ansiosas por apagar suas ligações com o regime militar, Serra também descarta seus registros e compromissos como fantasmas a exorcizar.



Mas tanto o PIG quanto Serra têm algo em comum.


É preciso extirpar quaisquer reminiscências que denunciem os atos que ambos praticaram.


Própria dessas personalidades arrogantes, a desfaçatez não deixa espaço sequer para examinar com mais tempo que a encenação levada por eles não passa de um embuste.


Entretanto, alheios aos fatos, seguem perseverando na certeza de que o público é composto de rematados idiotas e, mais grave, parecem acreditar no seu trôpego desempenho.



Sigmund Freud afirma ser necessário lembrar para esquecer. Precisamos ficar em paz com nossos problemas anteriores para seguir em frente.


Nesse sentido, o Brasil deve julgar os crimes cometidos no período do regime militar e em outros momentos de sua história para que possamos virar de fato essas páginas.


Não serão as intimidações e os desesperos de grupos que estão nos estertores que impedirão o exame acurado de nossas pendências para nos liberar inteiramente para o futuro.


Primeiro lembremos; depois, esqueceremos de forma saudável e sábia.



Observações:


Você já sabe que no livro A Privataria Tucana tem muitos documentos que dão calafrios em Serra e no PIG.


Clique no link abaixo para ver que outro livro causa insônia nessa dupla:



Exclusivo: Primeiro Volume das 100 CPIs censuradas em São Paulo pelo PSDB


Vamos recordar:

Exclusivo: Flagrante do momento em que PSDB e PIG enterravam um dos volumes das 100 CPIs censuradas em São Paulo

Folha da Oligarquia - Um jornal a serviço do capital III

Nenhum comentário:

Postar um comentário