domingo, 22 de abril de 2012

Murilo Portugal, da Febraban, reclama do jurocídio



Murilo Portugal, da Febraban, reclama do jurocídio

Cadê a Lei Maria dos Juros?

Murilo Portugal, presidente da Febraban, está indignado com a sociedade brasileira.

O jurocídio sendo perpetrado contra os homens de bens... 

E as passeatas do Cansei, quando sairão às ruas para clamar pela volta das coisas a seu lugar?

Em nenhum momento da entrevista, o presidente da Febraban esconde seu ressentimento contra as medidas tomadas pela presidenta Dilma Rousseff.

A impiedosa esquerdista comanda a carnificina de nossos juros e os poderes Legislativo e Judiciário ficarão inertes?

Nossos spreads bancários sendo maltratados à luz do dia... Cadê a Lei Maria dos Juros?

A respeito dos desdobramentos das medidas governamentais, o CEO dos Bancos prognostica decepcionado.

Pela trajetória que as coisas estão tomando, seremos obrigados a emprestar para a produção se quisermos sobreviver. Em que mundo nós estamos, meu deus Cifrão?

E num desabafo, assevera:

Devemos interromper imediatamente o jurocídio!

A guerrilheira acaba com nosso oxigênio e ninguém vai fazer nada?


Confira também:

62 dos 100 maiores contribuintes da CPMF jamais haviam pagado IR – Imposto de Renda

Índices PSDB: de inflação, de truculência e de corrupção

A Argentina e o resgate da soberania.

Errata

Galeria Augusto Probo Imaculado e seus "novos" homenageados

Supremo Tribunal Piguiano – O delírio do PIG




Um comentário:

  1. Sim, mas, talvez, ou muito provavelmente, coitado do contribuinte que poderá acordar amanhã vendo o dinheiro dos seus impostos sendo queimando por políticas demagógicas, via bancos públicos. Seria muito melhor viver em um mundo onde todos os bancos fossem privados e todo o sistema de educação e saúde, públicos.

    ResponderExcluir