sexta-feira, 24 de maio de 2013

Quem muito se evita, se convive


Quem muito se evita, se convive


Guimarães Rosa

"Quem muito se evita, se convive." Disse Guimarães Rosa.

Quando ansiamos muito por alguma coisa, sem que avaliemos detidamente seu significado, é possível que venhamos a nos equivocar.

Muitas opções realizadas de forma açodada, sem pensar, resultam problemáticas.

Por isso, devemos evitar o comportamento precipitado. A prática nos ensina que as consequências são desfavoráveis na maioria das vezes quando não analisamos bem as opções.

Nossas escolhas não podem se converter em uma loteria. Daí a importância da serenidade para não lamentarmos posteriormente.



Leia também:


O real mistério 

Quem é você?

Linhas de Nazca e as pirâmides: teorias de Erich von Däniken - crentes e não crentes

A Catástrofe do Sucesso - Tennessee Williams - On A Streetcar Named Success - by Tennessee Williams

Nenhum comentário:

Postar um comentário