sábado, 11 de janeiro de 2014

Imposto sobre as grandes fortunas. Quem deve pagar: As pessoas mais ricas do Brasil




Imposto sobre as grandes fortunas.
Quem deve pagar:

As pessoas mais ricas do Brasil 2013:

a lista completa


 Eles devem colaborar (de sorriso aberto) com a distribuição de renda
(Imposto sobre grandes fortunas = justiça social)





124 bilionários brasileiros têm riqueza estimada em R$ 544 bilhões (US$ 243 billões de dólares), ou 12,36% do PIB do Brasil em 2012 (R$ 4,4 trilhões, ou US$ 1.964.285.714.285,71) US$1 = R$ 2.24 — 25/07/2013

É uma concentração de renda absurda!

Por isso, o Brasil deveria adotar o Imposto Sobre Grandes Fortunas.

É uma forma de distribuir renda e tentar amenizar essa anomalia vergonhosa.

A maioria (ou todos) dos bilionários brasileiros é detentora de títulos da dívida pública.

A dívida pública consome apenas em juros o equivalente a mais de ¼ do PIB do Brasil (26,76%, ou seja, R$ 655 bilhões por ano). Em juros por ano.

A dívida pública deve — em nome da transparência, da democracia e respeito aos brasileiros — ser auditada em razão do esforço hercúleo exigido de mais de 200 milhões de compatriotas para sustentar um grupo de 20 mil famílias (rentistas) portadoras dos títulos da dívida pública.

Assalariados têm desconto do Imposto de Renda no holerite. Direto na fonte.

Ricos devem ter desconto do Imposto Sobre Grandes Fortunas. Direto na fonte.

Como forma de acelerar o processo e evitar que a burocracia não saiba onde ir para efetuar a cobrança, agradecemos à Forbes pela gentileza da relação abaixo.

Lembramos, ainda, que a filha de José Serra (PSDB-SP), Veronica Allende Serra, também está na Forbes, em outra lista ( http://www.forbes.com/profile/veronica-serra/ ). Como Serra é um político “preocupado com o bem estar do povo brasileiro”, entendemos que, num gesto de despreendimento, ele se antecipe à lei do Imposto Sobre Grandes Fortunas e faça um pagamento generoso do DARF - Documento de Arrecadação de Receitas Federais. 

Aliás, o mesmo DARF que a família Marinho (Rede Globo), bem colocada na lista dos bilionários, deve à Receita Federal por pendências não pagas (mais de R$ 1 bilhão ao fisco).

Mesmo caso da família Setúbal (Itaú) (mais de R$ 17 bilhões ao fisco).


Segue-se a lista completa dos mais ricos brasileiros, segundo a Forbes Brasil.

1. Jorge Paulo Lemann (cerveja, investimentos), R$ 38.24 bilhões (US$ 17 bilhões)
2. Joseph Safra (banco), R$ 33.90 bilhões (US$ 15.13 bilhões)
3. Antonio Ermírio de Moraes & família (diversificado), R$ 25.68 bilhões (US$ 11.46 bilhões)
4. Marcel Herrmann Telles (cerveja, investimentos), R$ 19.50 bilhões (US$ 8.7 bilhões)
5. Roberto Irineu Marinho (mídia), R$ 17.28 bilhões (US$ 7.7 bilhões)
6. João Roberto Marinho (mídia), R$ 17.26 bilhões (US$ 7.7 bilhões)
7. José Roberto Marinho (mídia), R$ 17.10 bilhões (US$ 7.6 bilhões)
8. Carlos Alberto Sicupira (cerveja, investimentos), R$ 16.78 bilhões (US$ 7.49 bilhões)
9. Norberto Odebrecht & família, R$ 10.10 bilhões (US$  4.51 bilhões)
10. Francisco Ivens de Sá Dias Branco (indústria de alimentos), R$ 9.62 bilhões (US$ 4.29 bilhões)
11. Walter Faria (cerveja), R$ 9.08 bilhões (US$ 4.05 billlion)
12. Aloysio de Andrade Faria (banco), R$ 8.25 bilhões (US$ 3.68 bilhões)
13. Abílio dos Santos Diniz (supermercados), R$ 7.95 bilhões (US$ 3.55 bilhões)
14. Giancarlo Civita & família (mídia, herança), R$ 7.68 bilhões (US$ 3.43 bilhões)
15. Renata de Camargo Nascimento (herança, diversificado), R$ 7.46 bilhões (US$ 3.33 bilhões)
16. Regina de Camargo Oliveira Pires (herança, diversificado), R$ 7.46 bilhões (US$ 3.33 bilhões)
17. Rosana Camargo de Arruda Botelho (herança, diversificado), R$ 7.46 bilhões (US$ 3.33 bilhões)
18. Andre Esteves (banco, investimentos), R$ 6.94 bilhões (US$ 3.1 bilhões)
19. Fernando Roberto Moreira Salles (herança, banco, mineração), R$ 6.94 bilhões (US$ 3.1 bilhões)
20. João Moreira Salles (herança, banco, mineração), R$ 6.72 bilhões (US$ 3 bilhões)
21. Pedro Moreira Salles, (herança, banco, mineração), R$ 6.72 bilhões (US$ 3 bilhões)
22. Walther Moreira Salles Junior (herança, banco, mineração), R$ 6.72 bilhões (US$ 3 bilhões)
23. Cesar Beltrão de Almeida & família (herança, construção, rodovias pedagiadas), R$ 5.74 bilhões (US$ 2.56 bilhões)
24. Eduardo Saverin (internet), R$ 5.64 bilhões (US$ 2.52 bilhões)
25. Sergio Lins Andrade & família (diversificado), R$ 5.59 bilhões (US$ 2.49 bilhões)
26. Antonio Luiz Seabra (cosméticos), R$ 5.57 bilhões (US$ 2.49 bilhões)
27. Edson de Godoy Bueno (indústria da saúde), R$ 5.47 bilhões (US$ 2.44 bilhões)
28. Moise Safra (banco), R$ 5.01 bilhões (US$ 2.24 bilhões)
29. Rubens Ometto Silveira Mello (açúcar, etanol), R$ 4.89 bilhões (US$ 2.18 bilhões)
30. Dulce Pugliese de Godoy Bueno (indústria da saúde), R$ 4.69 bilhões (US$ 2.09 bilhões)
31. José Batista Sobrinho & família (produção de alimentos), R$ 4.51 bilhões (US$ 2 bilhões)
32. Nevaldo Rocha & família (varejo), R$ 4.44 bilhões (US$ 1.98 bilhão)
33. Ana Maria Levy Villela Igel & família (herança, gás, petroquímicos), R$ 4.41 bilhões (US$ 1.97 bilhão)
34. Ana Maria Marcondes Penido Sant’anna (herança, rodovias pedagiadas), R$ 4.33 bilhões (US$ 1.93 bilhão)
35. David Feffer & família (herança, papel e celulose), R$ 4.29 bilhões (US$ 1.91 bilhão)
36. Lirio Parisotto (investimentos), R$ 4.19 bilhões (US$ 1.87 bilhão)
37. João Alves de Queiroz Filho (bens de consumo), R$ 4.18 bilhões (US$ 1.87 bilhão)
38. Lucia Borges Maggi & família (agronegócio), R$ 4.10 bilhões (US$ 1.83 bilhão)
39. Julio Bozano (banco), R$ 3.99 bilhões (US$ 1.78 bilhão)
40. Adriano & Alexandre Schincariol (herança, cerveja), R$ 3.95 bilhões (US$ 1.76 bilhões)
41. Eggon João Silva & família (indústria de automação), R$ 3.92 bilhões (US$ 1.75 bilhão)
42. Dorothea Steinbruch & família (herança, diversificado), R$ 3.77 bilhões (US$ 1.68 bilhão)
43. Jayme Garfinkel & família (seguro), R$ 3.62 bilhões (US$ 1.62 bilhão)
44. José Isaac Peres (shopping centers / centros comerciais), R$ 3.52 bilhões (US$ 1.57 bilhão)
45. Elie Horn (imobiliário, construção), R$ 3.49 bilhões (US$ 1.56 bilhão)
46. Francisco Deusmar de Queiros (farmácias), R$ 3.47 bilhões (US$ 1.55 bilhão)
47. Werner Ricardo Voigt & família (indústria de automação), R$ 3.45 bilhões (US$ 1.54 bilhão)
48. Victor Gradin & família (construção, petroquímicos), R$ 3.32 bilhões (US$ 1.48 bilhão)
49. Diether Werninghaus & família (herança, indústria de automação), R$ 3.20 bilhões (US$ 1.43 bilhão)
50. Guilherme Peirao Leal (cosméticos), R$ 3.14 bilhões (US$ 1.4 bilhão)
51. Jorge Neval Moll Filho & família (assistência médica), R$ 3 bilhões (US$ 1.34 bilhão)
52. Eike Batista (petróleo e gás, mineração), R$ 2.95 bilhões (US$ 1.32 bilhão)
53. Lina Maria Aguiar (herança, banco), R$ 2.86 bilhões (US$ 1.28 bilhão)
54. Alexandre Grendene Bartelle & família (imobiliário, calçados), R$ 2.82 bilhões (US$ 1.26 bilhão)
55. Guilherme Paulus (turismo), R$ 2.81 bilhões (US$ 1.25 bilhão)
56. Angela Gutierrez & família (herança, diversificado), R$ 2.80 bilhões (US$ 1.25 bilhão)
57. Lily Safra (herança), R$ 2.70 bilhões (US$ 1.2 bilhão)
58. Sílvio Santos (mídia), R$ 2.67 bilhões (US$ 1.19 bilhão)
59. Cesar de Araujo Mata Pires (construção), R$ 2.64 bilhões (US$ 1.18 bilhão)
60. Rubens Menin Teixeira de Souza (construção), R$ 2.58 bilhões (US$ 1.15 bilhão)
61. Edir Macedo (mídia), R$ 2.49 bilhões (US$ 1.11 bilhão)
62. Ernesto Zarzur & família (construção), R$ 2.49 bilhões (US$ 1.11 bilhão)
63. Ricardo Brennand & família (cimento, diversificado), R$ 2.45 bilhões (US$ 1.09 bilhão)
64. Daisy Igel (herança, gás, petroquímicos), R$ 2.40 bilhões (US$ 1.07 bilhão)
65. Lia Maria Aguiar (herança, banco), R$ 2.35 bilhões (US$ 1.05 bilhão)
66. Gilberto Schincariol Junior & brothers (herança, cerveja), R$ 2.35 bilhões (US$ 1.05 bilhão)
67. João Carlos Cavalcanti (mineração), R$ 2.34 bilhões (US$ 1.04 bilhão)
68. Fernando Simoes & família (herança, logística), R$ 2.33 bilhões (US$ 1.04 bilhão)
69. Pedro Grendene Bartelle & família (calçados), R$ 2.31 bilhões (US$ 1.03 bilhão)
70. Decio Goldfarb & família (varejo), R$ 2.28 bilhões (US$ 1.02 bilhão)
71. Antonio José de Almeida Carneiro (energia, construção), R$ 2.27 bilhões (US$ 1.01 bilhão)
72. Ana Lucia de Mattos Barretto Villela (herança, banco), R$ 2.12 bilhões (US$ 946 milhões)
73. Alfredo Egydio Villela Filho (herança, banco), R$ 2.12 bilhões (US$ 946 milhões)
74. Jorge Gerdau Johannpeter & irmãos (aço), R$ 2.10 bilhões (US$ 937 milhões)
75. Paulo Roberto Godoy Pereira (infraestrutura, energia), R$ 2.07 bilhões (US$ 924 milhões)
76. Antonio de Queiroz Galvao & família (diversificado), R$ 2 bilhões (US$ 893 milhões)
77. Rosa Marcondes Penido Dalla Vecchia (herança, rodovias pedagiadas), R$ 1.92 bilhão (US$ 857 milhões)
78. Samuel Klein (varejo), R$ 1.87 bilhão (US$ 835 milhões)
79. Marco Antonio & Elizabeth Laffranchi (educação), R$ 1.87 bilhão (US$ 835 milhões)
80. Lui Ming Chung (papel), R$ 1.85 bilhão (US$ 826 milhões)
81. Bernardo Paz (mineração), R$ 1.83 bilhão (US$ 817 milhões)
82. Fabio Chimenti Auriemo & José Auriemo Neto (imobiliário, construção), R$ 1.81 bilhão (US$ 808 milhões)
83. Carlos Francisco Ribeiro Jereissati & família (shopping centers, telecomunicações), R$ 1.77 bilhão (US$ 790 milhões)
84. Mitsuo Matsunaga & família (indústria de alimentos), R$ 1.75 bilhão (US$ 781 milhões)
85. Anderson & Alexandre Birmann (calçados), R$ 1.67 bilhão (US$ 745 milhões)
86. Newton Gouvea & família (varejo), R$ 1.65 bilhão (US$ 737 milhões)
87. Michael Klein (varejo), R$ 1.62 bilhão (US$ 723 milhões)
88. Patrick Larragoiti & família (seguro), R$ 1.62 bilhão (US$ 723 milhões)
89. Maria Angela Aguiar Bellizia (herança, banco), R$ 1.59 bilhão (US$ 710 milhões)
90. Sasson Dayan & família (banco), R$ 1.56 bilhão (US$ 696 milhões)
91. Luiz Alves Paes de Barros (investimentos), R$ 1.50 bilhão (US$ 670 milhões)
92. Maria Claudia Amaro (herança, aviação), R$ 1.46 bilhão (US$ 652 milhões)
93. Mauricio Rolim Amaro (herança, aviação), R$ 1.46 v (US$ 652 milhões)
94. Constantino de Oliveira Junior & brothers (herança, aviação), R$ 1.44 bilhão (US$ 643 milhões)
95. Silmar Bertin & família (produção de alimentos), R$ 1.40 bilhão (US$ 625 milhões)
96. Maria de Lourdes Egydio Villela (herança, banco), R$ 1.39 bilhão (US$ 620 milhões)
97. Silvio Tini de Araujo (investimentos), R$ 1.34 bilhão (US$ 598 milhões)
98. Paulo Setubal Neto (herança, banco), R$ 1.33 bilhão (US$ 594 milhões)
99. Ricardo Nunes (varejo), R$ 1.31 bilhão (US$ 585 milhões)
100. Luiz Carlos Batista (varejo), R$ 1.31 bilhão (US$ 585 milhões)
101. Olavo Monteiro de Carvalho & família (diversificado), R$ 1.30 bilhão (US$ 580 milhões)
102. Henrique Borenstein (banco, imobiliário), R$ 1.29 bilhão (US$ 576 milhões)
103. Márcia & Marcos Molina dos Santos (produção de alimentos), R$ 1.28 bilhão (US$ 571 milhões)
104. Raul Randon & família (indústria, implementos), R$ 1.27 bilhão (US$ 567 milhões)
105. Carlos Pires Oliveira Dias (farmácias), R$ 1.22 bilhão (US$ 545 milhões)
106. Hermes Gazzola (indústria de alimentos), R$ 1.20 bilhão (US$ 536 milhões)
107. José Seripieri Filho (assistência médica), R$ 1.14 bilhão (US$ 509 milhões)
108. Paulo Bellini (transporte), R$ 1.14 bilhão (US$ 509 milhões)
109. Carlos Wizard Martins (educação), R$ 1.13 bilhão (US$ 504 milhões)
110. Roberto Egydio Setubal (herança, banco), R$ 1.11 bilhão (US$ 495 milhões)
111. Horacio Lafer Piva & família (herança, papel e celulose), R$ 1.11 bilhão (US$ 495 milhões)
112. Armando Klabin & família (herança, papel e celulose), R$ 1.10 bilhão (US$ 491 milhões)
113. Olavo Egydio Setubal Junior (herança, banco), R$ 1.09 bilhão (US$ 487 milhões)
114. Ricardo Egydio Setubal (herança, banco), R$ 1.09 bilhão (US$ 487 milhões)
115. José Mendes Nogueira (mineração), R$ 1.08 bilhão (US$ 482 milhões)
116. Alfredo Egydio Setubal (herança, banco), R$ 1.08 bilhão (US$ 482 milhões)
117. José Luiz Egydio Setubal (herança, banco), R$ 1.07 bilhão (US$ 478 milhões)
118. Eugenio Mattar & José Mattar Junior (locadora de veículos), R$ 1.07 bilhão (US$ 478 milhões)
119. Antonio & Flavio Brandão Resende (locadora de veículos), R$ 1.03 bilhão (US$ 460 milhões)
120. Luiz Barsi Filho (investimentos), R$ 1 bilhão (US$ 446 milhões)
121. Flavio Augusto da Silva (educação), R$ 1 bilhão (US$ 446 milhões)
122. Denise Terpins & família (varejo), R$ 1 bilhão (US$ 446 milhões)
123. Marcos Lopes & família (imobiliário), R$ 1 bilhão (US$ 446 milhões)
124. Paulo Sergio Macedo & família (segurança), R$ 1 bilhão (US$ 446 milhões)





Leia também:

Revista Veja não tem credibilidade

A pusilanimidade do PT

Pronunciamento do governador Geraldo Consumo Inesperado Alckmin

Folha de S. Paulo

Conta de Luz da #ELETROPAULO assinala escondido o percentual de 25% de ICMS (Estadual). Apenas PIS/PASEP e COFINS (Federais) bem visíveis. Por quê?

Segundo as leis do PIG, do Paulo Skaf, do Joaquim Barbosa etc. SABESP (controlada pelo PSDB) pode cobrar imposto progressivo e aumentar as tarifas na Conta de Água e esgotos no Estado de São Paulo. Prefeitura de São Paulo (PT) não pode cobrar imposto progressivo e nem aumentar IPTU na cidade de São Paulo


Conheça como funciona a Yuan-Mind:

A Guerra de Yuan narra a história de um intrigante personagem do futuro e de um sombrio mundo de autômatos fortemente moldados e cerceados pelos meios de comunicação, cuja função massificadora é claramente ligada à concentração de um poder central nas mãos da Yuan-Mind,  empresa que controla as engrenagens do mecanismo totalizante e esmagador de Yuan.
 

Quero colaborar com o Blog do Agenor Bevilacqua Sobrinho

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário