terça-feira, 12 de julho de 2016

Exclusivo: Al Capone fala sobre sua filiação ao PSDB



Exclusivo: Al Capone fala sobre sua filiação ao PSDB

Segundo Al Capone, "reencarnação permite corrigir erros".

Escaldado pela prisão decorrente das provas do fisco nos EUA, Al Capone fez intensa análise em todos os países do mundo para saber o local mais seguro para exercer sem riscos suas atividades profissionais.

Segundo o entrevistado, ele já tem slogan da campanha pronto: “ ‘Se vote num careca e ganhe dois’ é bom, votar em três é melhor ainda. Al Capone na Presidência da Câmara. Número: 45.171”.

‘Vote num careca e ganhe dois’.
Aí pensei, por que não em três?

Ao iniciar as atividades na política brasileira, Al Capone reconheceu que “não será fácil se estabelecer, pois a quantidade de Eduardos Cunhas é fenomenal. A tendência é que aqui eu pareça amador”, lamentou o mafioso de outras gerações.

José Roberto Arruda (DEM-DF) recebendo dinheiro de Durval Barbosa

Mensalão do DEM: vídeo mostra empresário com dinheiro na cueca

Durval Barbosa afirma que esquema do mensalão do DEM desviou R$ 160 milhões

Em vídeo de Durval Barbosa, deputados do DF fazem "Oração da Propina"

Mensalão do DEM: Vídeo cita nome de Michel Temer, Cunha Fillipelli...

Delação de Sérgio Machado sobre repasses a políticos

Entretanto, disse que é aluno aplicado e se espelha no PSDB porque sabe da rede de proteção de que goza o partido nas estruturas repressivas do Estado. “PSDB tem imunidade nas estruturas repressivas do Estado — PF, MP, Judiciário.”

Aduziu que em sua encarnação anterior não tivera a mesma complacência das autoridades: “Não consegui comprar todo mundo. Mas escolhi ser demotucano [mostra outra ficha de filiação, desta vez, ao DEM] porque sei quais esquemas no Brasil são intocáveis.”

“Você viu o juiz Moro, ou qualquer outro, importunar o Álvaro Dias quando este passeou inúmeras vezes nos jatinhos do doleiro Alberto Youssef? As filhas do Cunha estão em boutiques de luxo comprando bolsas e perfumes e o Moro, tão corajoso com petistas, fica pianinho. Método medieval na veia.

Do mesmo modo, a filha do Serra não é incomodada, nem os do FHC. 


Dos pais, então, nem se fala. Entendeu? Banestado, Privataria, Pasta Rosa, compra de votos da reeleição, Trensalão, Rodoanel e mais uma caralhada de casos sem chateação, sem imprensa para aporrinhar. Rapaz, o Dr. Toicinho não tem igual em canto nenhum desse planeta. Pode ter parecido, mas ele é insuperável.

E com a quantidade de Coxinhas / Trouxinhas que tem aqui, é brincadeira. Não precisa nem ter votos. É só dar um golpe mequetrefe do PCC – Primeiro Comando do Capital que a cobertura do PIG e demais instituições é total. É mais fácil do que tirar doce de criança. Moleza, sem suar o cangote, percebe? Tudo é permitido! Lavagem a jato, dinheiro limpinho que não sofre perturbações.

O Aécio faz aeroportos nas terras da família com dinheiro público e nada; dá dinheiro do Estado para as rádios da família; a Lista de Furnas é trem bom, sô!; sem contar a grande jogada da Cidade Administrativa, strike.

Apesar de ter reencarnado no Brasil, vou votar para entregar a Petrobras e o Pré-sal para a Chevron e outras empresas dos EUA. Esse projeto do José Serra é uma excelente oportunidade. Quem sabe eu arrume dupla cidadania e amplie minha rede de negócios de maneira intercontinental, sacou? Não tem como hesitar. Sou demotucano. Não tem chabu! #ÉdoPSDB?TáLiberado!Morô?




 
Confira também:

IN DUBIO PRO REO – Por Mauro Santayana 

Trouxinha pergunta ao Blog 'se jornada de 80h semanais é Constitucional?'

Saiba onde comprar A Guerra de Yuan e O Rato Pensador, de Agenor Bevilacqua Sobrinho



2 comentários:

  1. Só sei que a delação do Machado foi arrasadora, espero que venham mais bandidos a luz, pro povo conhecer melhor quem que está no comando do nosso país!

    ResponderExcluir
  2. Prezado Jaime, de fato, a delação do Machado é explosiva. Entretanto, a blindagem fornecida aos protegidos continua sendo muito forte. Que saibamos solapar e destruir as muralhas e defesas das oligarquias corruptas e impunes. Abraço.

    ResponderExcluir