sexta-feira, 8 de julho de 2016

Traíras - Traíra$



Traíras
Traíra$

Canastrão, arquibandido evangélico Eduardo Cunha tentou verter lágrimas para trouxinhas, sempre crédulos e disponíveis para quaisquer truques baratos.


O indigitado deu aos sem-votos o atalho para a chegada ao poder (provisoriamente, pois o assalto vexatório do “impeachment pela família, pelo gato, pelo papagaio etc.”, será derrotado no Senado).
Descartado como absorvente nauseabundo usado ininterruptamente há meses, o elemento encontra-se em liberdade graças ao beneplácito da Suprema Corte acovardada, pusilânime e, o que é mais grave, indiferente ao estupro da Constituição executado à luz do dia pela matilha golpista.
Como sabemos, a “justiça” burguesa é parcial de forma acintosa.
Traíra, Temer procura livrar-se do pai, Eduardo Cunha, artífice da chegada do opaco à presidência interina.
Igualmente, não tolerando a ingratidão do filho ancião e também ardiloso, o pai do Coiso tem pronta sua caixa de Pandora de delação premiada, com conteúdo fétido, embalada para ser remetida à PGR.
Traíras, Temer e Cunha serão tragados pelas cobiças, ganâncias e megalomanias que os levaram muito além dos limites dos quais suas reais capacidades alcançariam.


Confira também:








Nenhum comentário:

Postar um comentário