quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Sérgio Moro defende o uso de provas ilícitas desde que obtidas de boa-fé



Sérgio Moro defende o uso de provas ilícitas desde que obtidas “de boa-fé”.



Pastilhas "boa-fé"

Mengele, “de boa-fé”, enviava judeus para as câmaras de gás
sob o pretexto de que era para “tomar banho”.



Confira:




  

Confira também:

O Ministério Público tem sido o grande representante do Fascismo na sociedade brasileira – Por Brenno Tardelli











 

Nenhum comentário:

Postar um comentário